Migração para a Cloud: os cuidados para o sucesso - Blog - iamit

Cada vez mais empresas buscam soluções eficientes para o armazenamento, gestão dos dados e informações do negócio.

Com o protagonismo dos recursos digitais e tecnológicos, tanto no âmbito operacional como estratégico das corporações, alternativas como a computação na nuvem se destacaram. Mas afinal, como realizar a migração para a cloud de forma correta? Essa é uma pergunta importante para quem deseja realizar a jornada para a nuvem e que iremos responder ao longo desse artigo.

Fato é que a tecnologia traz inúmeros benefícios para as empresas, especialmente em um tempo no qual a otimização de processos e melhoria da produtividade são uma necessidade corporativa geral.

Ao realizar a migração para a cloud, as empresas ganham mais eficiência na gestão e segurança dos dados. Com as informações em uma nuvem, a sua organização conquista maior poder de processamento, podendo inclusive automatizar vários processos.

Dessa forma, sua operação recorre à tecnologia para realizar diversos procedimentos.

Porém, a grande dúvida de muitos gestores é como, de fato, alcançar esse patamar. Qual tipo de planejamento é necessário para uma migração para a cloud bem-sucedida?

Neste artigo, vamos explicar os pontos que você deve prestar atenção para que sua empresa realize uma transição segura e eficiente, aproveitando ao máximo os benefícios da tecnologia. Confira!

Os principais cuidados para realizar a migração para a Cloud na sua empresa

A computação na nuvem possibilita acesso às informações de qualquer lugar do mundo, a qualquer hora, a partir de praticamente qualquer dispositivo.

Além disso, ela permite que todas as suas aplicações e ferramentas sejam migradas para a nuvem. Com isso, a sua empresa ganha eficiência (pois centraliza os processos) e diminui custos consideráveis (como de manutenção de hardwares, por exemplo).

O redimensionamento é outro benefício famoso. Com a tecnologia cloud, você paga apenas por aquilo que utiliza. Também é possível aumentar ou diminuir a capacidade de acordo com sua demanda. Assim, os custos podem ser bastante reduzidos.

Porém, usufruir de todos esses benefícios depende de uma migração para a cloud bem realizada. É preciso, além de um provedor confiável, seguir uma série de cuidados para que a transição ocorra de forma a seguir as boas práticas de segurança.

Entenda mais!

  1. Definir o que será migrado

O primeiro passo de uma migração para a cloud é definir o que será migrado. Se falamos de toda sua infraestrutura de dados, é bom ter uma hierarquia de sistemas em mente, priorizando a migração dos menos críticos no começo, já que a administração da nuvem requer conhecimentos que são desenvolvidos conforme a experiência da equipe.

Exemplos: Softwares, informações e demais ativos de TI que você possua.

Assim, a equipe da sua empresa que estará envolvida no processo, aprenderá muito mais. O que vai possibilitar um acompanhamento mais especializado durante a parte mais delicada da migração.

  1. Planeje as etapas de migração

As etapas de migração para a cloud têm uma função bem específica: reduzir o retrabalho e a incidência de falhas.

Portanto, defina um planejamento com as etapas de migração. Lembre-se da hierarquia de sistemas escolhidos, mas também dos testes e do monitoramento de migração.

Com etapas bem definidas, você aumenta a eficiência do processo e reduz a chances de erros críticos (evitando “efeitos dominó” que comprometam toda migração), avançando de pouco em pouco para uma transição efetiva de sistemas.

  1. Definir o tipo de serviço que a sua empresa necessita.

Nem toda nuvem é igual. Por isso, contar com o auxílio de uma empresa especialista é a melhor alternativa. Com base nas suas necessidades, você entenderá qual tipo de serviço que mais se encaixa na sua empresa: nuvem pública, privada ou híbrida.

Além disso, defina quais as necessidades de serviço, considerando soluções SaaS (Software as a Service), PaaS (Platform as a Service) e IaaS (Infrastructure as a Service).

  1. Escolha o provedor da nuvem

Procure conhecer profundamente os provedores de serviços na nuvem.

Comece pelos mais famosos e eficientes, como o Microsoft Azure, por exemplo. O serviço de cloud da Microsoft é muito flexível, fornecendo as condições para que sua empresa conquiste seus objetivos de negócio.

Opte por experiência e know-how para contar não apenas com a infraestrutura, mas todo um suporte que otimize a relação e o seu trabalho.

  1. Planejar a execução de todos os processos

Muito além de colocar as etapas no papel, você deve considerar outras questões antes de executar a migração para a cloud.

A transição está levando em conta a legislação referente às informações do negócio, com segurança suficiente? Como será administrada a governança de TI após a migração? Os setores da empresa estão alinhados com a migração?

Faça questão de sanar dúvidas e preparar a empresa para a transição, evitando falhas durante e após o processo. Lembre-se também de executar os testes antes de começar oficialmente a migração.

  1. Monitorar a migração

Após que migração para a cloud iniciar, basta manter uma política de monitoramento dos processos.

Assim, você e sua equipe terão uma visão aprofundada do andamento das implementações. Dessa forma, é mais fácil e rápido identificar e corrigir eventuais problemas, por exemplo. 

Caso você acredite que a migração para a cloud é necessária para sua empresa se renovar diante de um mercado que exige inovação, conte com a iamit!

Especializada em migração para a cloud, a iamit conta com equipes certificadas e experientes para ajudar a sua empresa a realizar a transição de sistemas de forma eficiente e segura. Converse conosco agora mesmo!

 

Compartilhe esse artigo:
comments powered by Disqus